Desconhecido pelo grande público, o Música Ligeira apresentou-se eventualmente de 1998 a 2004. Entre seus fans estão incluídos os mais exigentes ouvintes de música. O reconhecimento da crítica especializada marcou a trajetória do grupo que extinguiu-se após a morte de um de seus integrantes, Rodrigo Rodrigues. Através do apoio e do incentivo de João Paulo Diniz como admirador como admirador do Música Ligeira,o Projeto Contribuinte da Cultura promoveu o registro em CD e DVD da última apresentação do trio. Uma das mais importantes ações do Projeto foi o trabalho conjunto com o cineasta Fernando Meirelles que produziu um documentário sobre o grupo exclusivamente para ser incluído no DVD.

Release de Época (2003):

MÚSICA LIGEIRA

Um Trio Sem Par

O trio, formado por Mário Manga no cello, bandolim, violões e vocais; Rodrigo Rodrigues nos violões, gaita, pandeiro e voz; e Fábio Tagliaferri na viola de arco, violões, baixo e vocais, se destaca pela originalidade dos arranjos, pelo toque de espontaneidade e humor e pela escolha do repertório que inclui Dominguinhos, Miles Davis, Chico Buarque, Beatles, Paulinho da Viola entre outros.

O Música Ligeira existe desde 1988, quando Mário Manga e Rodrigo Rodrigues foram chamados por Fernando Meirelles para fazerem os quadros musicais da TV Mix (TV Gazeta). Formaram, então, uma dupla e em 1992 Fábio Tagliaferri entrou para o grupo, época em que desenvolveram duas propostas: a primeira, um trabalho com músicas dos grandes filmes de Hollywood e a segunda, elaborando um repertório contendo colagens inusitadas de choros, músicas dos Beatles, bossa-novas e sambas para serem apresentadas em mais de 20 shows em turnê pela Europa.

O que disse Caetano Veloso (presente na estréia da temporada, no Teatro Crowne Plaza):

“Achei uma maravilha. A idéia dos arranjos… o tratamento que é dado a cada canção é muito inteligente e muito delicado, muito leve também e relaxado; na verdade é uma coisa que a música popular brasileira, a música ligeira do Brasil, precisa e eles oferecem uma coisa de que a gente tem muita necessidade que é uma aproximação de nossa capacidade de criação musical com inteligência, com noção da medida. É uma coisa impressionante.”

Do show, vale ressaltar:

• Os arranjos – originais, surpreendentes e de extremo bom gosto.
• A formação instrumental;
• O repertório: Dominguinhos, Miles Davis, Stevie Wonder, Paulinho da Viola, Chico Buarque, Hamilton Vaz Pereira, Inácio Zatz, Beatles, entre outros;
• A interpretação insuperável;
• O tom bem humorado.

Já participaram do show do Música Ligeira os seguintes convidados:

  • Paulo Moura
  • Eugénia de Melo e Castro
  • Paulinho Moska
  • Lulu Santos
  • Mônica Salmaso
  • Paulo Bellinati
  • Ná Ozzetti
  • Carlos Fernando 
  •  J.J.Jackson
  •  Ulisses Rocha
  •  Arnaldo Antunes

Sobre os integrantes do Música Ligeira:

Fábio Tagilaferri (viola de arco e violão): Tem formação erudita e fez parte das principais orquestras paulistanas e é ex-integrante do Grupo Rumo. É autor da trilha sonora de São Jerônimo, longa metragem de Júlio Bressane. Instrumentista extraordinário, tem popularizado seu instrumento, a viola de arco, tocando os mais diferentes ritmos, sendo considerado pela crítica um dos melhores músicos da atualidade. Seu 1º CD solo, Viola, conta com composições exclusivas de Paulinho da Viola, Toninho Ferragutti, José Miguel Wisnik, Paulo Freire entre outros. Ficou classificado para a final do Festival da Rede Globo 2000, com a música Show, em parceria com Luis Tatit e interpretada por Ná Ozzetti. Seu CD mais recente, Só um é muito só, tem a participação de Arnaldo Antunes, Luiz Tatit, Rodrigo Rodrigues, Inácio Zats, Márcia Lopes, Paulinho Moska entre outros.

Fábio Tagliaferri é professor de Centro Experimental de Música e do Grupo
Prática de Conjunto / SESC Consolação.

Mário Manga (cello, violão, guitarra e bandolim): Maestro, arranjador, instrumentista e compositor, é um dos fundadores do grupo Premeditando o Breque, o Premê e do grupo Música Ligeira e um dos mais geniais músicos do país, responsável por arranjos de cordas e produção musical para Ivan Lins, Chico César, Inácio Zatz, Cássia Eller, Rita Ribeiro e outros artistas. Compõe também trilhas para teatro e cinema, com premiação em Gramado. CD solo : Beleza Interior. Direção musical: programa TV Cultura e CD Ilha Ra ti bum + Seriado Galera / TV Cultura + Trilha Programa Urbenautas / Tv Cultura +m Direção musical do filme Como fazer uma história de amor, Dir. de Roberto Torero.

Rodrigo Rodrigues (voz, violão, gaita e pandeiro): Excepcional cantor, arranjador e instrumentista, grava com grandes artistas como Adriana Calcanhoto, Zeca Baleiro, Rita Ribeiro e outros e tem participado como músico de espetáculos teatrais com Hamilton Vaz Pereira, José Maurício Machline e na peça 5 Vezes Comédia, interpretando a trilha , ao vivo, para a atuação de Luis Fernando Guimarães, Fernanda Torres, Débora Bloch e Diogo Vilela. Muito elogado por Caetano Veloso, é referido como uma das mais belas vozes masculinas da atualidade e grande talento como aranjador. Finalizou recentemente o seu CD solo Fake Standards e também gravou o CD Arco Voz com o violinista norte- americano Jim Nolet , já lançado nos Estados Unidos, com entusiástica crítica ” Multi-instrumentalist Rodrigo Rodriguez is a highlight of this album. What a talent! Rodrigo sings like Chet Baker and sounds like Toots Thielmans when he picks up the harmonica. The “togetherness” of harmonica and viola is superb and enthralling. Pure beauty! Rodrigo’s vocal on “Let’s Get Lost” is stunning …” Reviewed by: Richard Bourcier. Rodrigo cantou em 5 shows de Caetano Veloso, como participação especial, na temporada Baretto / dez. 2003.

Vídeos